Engenharia e Segurança do Trabalho

Diferencial Tecnológico e Reconhecimento Mútuo!

A gestão da saúde e da segurança eficiente melhora os processos e as relações com a comunidade, contribuindo para a excelência sustentável nos negócios de toda a organização. Uma economia significativa resulta de menos lesões, menos tempo perdido e custos operacionais reduzidos.

A importância da excelência da gestão nos serviços de saúde e segurança do trabalho é ainda mais relevante por refletir na cultura e política organizacional os resultados sistêmicos integrados e adequados. Pressupõe procedimentos e laudos mais precisos e eficientes das avaliações, controles e prevenções dos riscos tanto para os colaboradores da empresa quanto para os terceirizados. Portanto, sendo imprescindível o (PGR) de gerenciamento dos riscos e documentos com as medidas de controle e prevenção associados.

Da definição de HSEC (Health, Safety, Environment ans Community): Saúde, Segurança, Meio Ambiente & Comunidade, assim com do EHS - (Environment, Health and Safety).

Destacamos como Serviços Gerais de SST: Demonstrativos ambientais, Exames, LTCAT, PPRA, PCMAT, PCA, PGR, PPR (abrangendo agentes químicos, físicos e biológicos), FISQP, CAT, EPI(s) dentre outros documentos de SSMT.

Destacamos como Serviços Especiais: Consultoria e Gestão em Segurança do Trabalho e Meio Ambiente com softwares integrados, treinamento nas NR(s) e apoio jurídico. Elaboração de documentos especiais em atendimento ao MTE e MPAS. Laudos Técnicos Ocupacionais, Ambientais e Periciais, com destaque nos agentes ruído e vibração, além de calibração de cabine audiométrica conforme ISO 8253, desempenho acústico NBR 15575 e audio-dosimetria de fone (Head-Set) conforme ISO 11904-2. Auditoria de processos e equipamentos conforme NR-12, de laudos técnicos e relatórios de medição, identificando de não conformidades e rastreabilidade técnica e legal em documentos para reconhecimento mútuo. Mapeamento industrial dos demonstrativos ambientais são fundamentais (veja as novas tendências).

As seguir são apresentados documentos imprescindíveis que devem corroborar com as medidas de controle e prevenção:

  • Laudos da qualidade do ar em ambientes internos. Um nível de CO2 alto diminui a eficiência operacional e caracteriza ambiente sem troca de ar o que propicia contaminações por vírus e bactérias, dentre outras questões respiratórias;
  • Laudos de agentes químicos com análise em laboratório acreditado RBC/INMETRO e com certificação AHIA.
  • Programa de proteção respiratória (PPR) adequado com testes quantitativos de mascaras e processos de avaliações, com laudos técnicos que inclui a avaliação técnica e legal das medidas de controle. Veja em detalhes.
  • Laudos de Avaliação Ergonomica (LAE) com métodos de imagem e medições de postura. Somam-se a este as medições ambientais de forma adequada da temperatura do ar, da velocidade do ar com 3% de exatidão e a umidade, com a obtenção correta da Temperatura Efetiva (TE). Exatidão buscando o padrão ASHRAE 55;
  • Laudos de vibração ocupacional e ambiental com instrumentação compatível e tempo efetivo de exposição. Destacando a necessidade de calibrador de vibração atendendo a ISO 8041 e medições em 1/3 de oitavas para atender medidas de controle e rastreabilidade das medições;
  • Audio-dosimetrias especiais com laudos de eficiência de EPI pelo método longo da NIOSH com 98% de confiabilidade a partir dos dados do CA. Os equipamentos do tipo audio-dosímetros devem de preferência ser homologados como medidores de NPS segundo a IEC 61672 e como dosímetros segundo IEC 61252 (determinante), atendendo simultaneamente questões de ruído contínuo/intermitente e de impacto. Deve-se optar por equipamentos com capacidade de medição a partir de 50 dB(A). Atender a NBR 10152 com a capacidade de medição em oitavas, fornecendo os índices NC. Veja aqui;
  • Audio-dosimetria de fone com monitoramentos da exposição em campo próximo em teleatendimento com Cabeça Artificial: ISO 11904-2 (Método Ouro). Este mesmo método deve ser aplicado a todas as atividades que utilizam head-sets, telefones ou comunicadores/rádio. Destaque no site audio-dosimetria de fone;
  • Medição/calibração de cabine audiometria e atenuação de áudiocups segundo a ISO 8253 e utilização de audiômetros com fones adequados com calibração RBC/INMETRO;
  • Medição de sistemas de emissão de ruído veicular conforme resoluções CONAMA, além das emissões de escapamentos de geradores e gases das chaminés, com destaque os VOC(s) (componentes orgânicos voláteis, da sigla em inglês);
  • Documentos dos treinamentos de integração, complementares a atividade,  de utilização e manutenção do EPI. Especial destaque uso e higienização;
  • Limpeza de dutos de ar-condicionado com ROBOS especiais de aspiração, pulverização de água e gravação das imagens antes e depois com medições da qualidade do ar, umidade, temperatura efetiva, vibração e ruído das máquinas e das áreas adjacentes. Atender as questões relacionadas a síndrome do edifício doente;
  • Software e ferramentas de gestão e emissão de documentos, controle de exames integrados ao eSocial. Os softwares devem possuir o "expertise" da saúde e segurança do trabalho e orientações evitando emissões de documentos em massa sem qualquer respaldo técnico ou legal que comprometem ainda mais a empresa e seus prepostos. Deve atender as áreas de contratação como a de SSMT das empresas, a contábil e jurídica, disponibilizando os documentos e os padrões para os contratados, para seus colaboradores e para os órgãos fiscalizadores. Como exemplo destacamos o projeto 3RRSlabor com o RSData Advisor de softwares abertos com banco de dados não proprietários.

 
RCP - Home
 
Ferramentas Integradas