Tendência dos Mapeamentos Ambientais - Importante para o Reconhecimento dos Agentes de Risco, para as Análises Preliminares de Risco (APR), Manutenção do Lay-Out e Medidas de Controle Coletivas

Destacamos novas ferramentas que tratam com o estado da técnica para com os demonstrativos ambientais.


São ferramentas imprescindíveis muito utilizadas na Europa para compor as avaliações ambientais internas e externas. Atende as novas tendências de apresentação dos resultados visando à preservação da saúde e a integridade dos trabalhadores através da antecipação, reconhecimento, avaliação e consequente controle da ocorrência de riscos ocupacionais existentes ou na predição que venham a existir no ambiente de trabalho.


Como o advento do eSocial, tais ferramentas se tornam ainda mais importantes. Sabe-se que grande parte dos PPRA(s) são incompletos e não possuem o mais importante: laudos técnicos ambientais confiáveis ou modelos de visualização e gestão dos demonstrativos ambientais. desenvolvimento do programa como, por exemplo, a identificação e o reconhecimento onde o NAW e o MAW podem ser aplicados para a visualização das situações críticas, portanto, como na APR - Análise Preliminar de Risco.


Mapa acústico: Um mapa de ruído pode ser realizado utilizando modelos de cálculos ou recorrendo as medições acústicas de engenharia. A cada opção estão associadas vantagens e desvantagens, onde atualmente opta-se pelo híbrido. Porém, os recursos das técnicas de modelação possibilitam análises precisas quando calibradas em campo, que de outro modo sem as modelagens não seriam possíveis as previsões, como por exemplo o estudo de diferentes alternativas ligadas a um projeto, a mudança de traçado do trânsito ou as implicações acústicas associadas a determinadas medidas que se pretendam adotar para um empreendimento. Neste mesmo contexto, deve-se contemplar as soluções de monitoramento contínuo como as redes de vigilância acústica ambiental (veja aqui).